Casa / ARQUIVO / FIM DA TV ANALÓGICA É ADIADO PARA 2018 06/10/13

FIM DA TV ANALÓGICA É ADIADO PARA 2018 06/10/13

grafico_TVDigital-comparacao

Que país mais bagunçado e governado por tanta gente incompetente é este?

O Ministério das Comunicações, reconhecendo total despreparo com o assunto, decidiu esticar o cronograma de desligamento das TVs analógicas, prorrogando seu fim para 2018. A mudança exigirá alteração do decreto que regulamenta a implantação da TV digital no país.

Inicialmente, o modelo previa que todo o processo fosse concluído em apenas um ano. O fim dos canais analógicos e o início do funcionamento dos digitais ocorreria em 2016.

Em fevereiro deste ano, o governo decidiu antecipar o início dessas ações em um ano. Agora, adiou seu fim em dois anos. A operação, portanto, será concluída entre 2015 e 2018.

Governo estuda dar ‘bolsa novela’ para levar TV digital à baixa renda

O motivo da mudança, segundo o ministro Paulo Bernardo (Comunicações), se deve à necessidade de adaptação das famílias brasileiras.

“Precisamos estimular que as pessoas comprem televisão digital, conversor digital. É evidente que nós não podemos desligar o analógico com as pessoas recebendo televisão antiga, não vai dar certo”, disse o ministro.

  • INTERNET X TV

Em 2015, a faixa de 700 MHz, hoje ocupada pelos radiodifusores, dará espaço para a entrada em operação da internet 4G, que oferece velocidade de conexão até dez vezes superior a 3G.

Grupo de trabalho formado por representantes do Ministério das Comunicações e da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) trabalha na elaboração do cronograma para desligamento dos canais, Estado por Estado. A expectativa é de que o documento esteja pronto no próximo mês.

Conforme antecipado pela Folha, o processo de digitalização deve começar por São Paulo. A população de baixa renda deve receber benefício para conseguir acesso aos equipamentos digitais, a chamada “bolsa novela”.

  • COMPARAÇÃO

No quesito imagem, a modulação e a compressão digital possibilitam o envio ao aparelho receptor, na casa do usuário, de imagens com maior resolução.

Enquanto no sistema analógico a definição é de até 525 linhas na tela, no digital o alcance é de até 1.080 linhas visíveis na tela, para o padrão de alta definição (HDTV).

Além disso, as emissoras podem optar por transmitir programações diferentes pelo mesmo canal, no formato padrão (SDTV) utilizando a taxa de transporte de 19,4 Mbits por segundo.

“Isto significa que a emissora poderia enviar ao usuário, simultaneamente, uma novela, um jogo de futebol e um programa educativo, por exemplo. Ou mandar três opções de ângulos de câmera para uma mesma partida esportiva ou filme”, explica Lauro Ferreira, gerente de negócios da FITec.

O formato da imagem, que no sistema analógico era vertical (4:3), fica mais horizontal (16:9), assemelhando-se à imagem do cinema.

Em relação ao som, o ganho também é notável. Enquanto no sistema analógico as opções se limitam a Mono (um canal) ou Estéreo (dois canais), com a transmissão digital á possível ter acesso a uma experiência similar à proporcionada pelos sistemas de home theater mais avançados, com seis canais diferentes de saída.

Sobre Gabriel

Além disso, verifique

ATUALIZAÇÃO DUOSAT SWITCH ON V0.0.7 – 23/02/2018

CORREÇÃO DE BUGS Descompactar o arquivo Switchon_First.v0.0.1.zip em um pendrive, devem ficar dentro dele: bootargs.bin …

Deixe uma resposta